segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sou teu...
...querendo te muito, perto, longe

    onde esteja.
       Em todo qualquer instante,
                                 o tempo qualquer que seja.

Sou teu todo...
   ...em todo tamanho tempo em que te quero,
      e te tenho.
      Em todo momento este, em que agora
                                            te tenho pra sempre.

Sou teu e tanto...
   ...que tão seu me entrego agora, e a qualquer
        tempo que me queira entregue.
        Completo, tomado inteiro,
                                           amado, sereno, leve.
               
Sou teu o quanto se possa ...
           Inteiro enquanto se queira ...
                   Sem tempo, a qualquer instante ...
                                Teu sendo e te tendo inteira. 

15 Elogie, critique, escrache...:

Franck disse...

Vc, voltou, Augusto, que bom ler seus poemas/textos nessa terça, ensolarada, da minha Ilha, num feriado municipal...
Acho que vc faz uma linda declaração de amor, 'sou teu' é o que todos queriam ouvir!
Uma boa semana! Paz!

Luciana Klopper disse...

Que bom voltar aqui e ler suas belas palavras!

Luciana disse...

É isso que eu quero!
É?
Na verdade,nem sei.
Sei que quis que ele fosse meu,já que eu era totalmente dele.
Mas agora...agora já não sei mais...

Adoro teus comentários.
Xeru

Ana Lucia Franco disse...

Augusto,

bom é encontrar alguém que se doe assim. Lindo. A estrutura do poema é especial. O conteúdo, nem se fala.

bjs.

Tamyle Dias Ferraz disse...

queria um dia conseguir me entregar assim...

espero que os versos transcritos sejam também vividos por ti.

belo texto!

Sylvio de Alencar. disse...

Ter-se, e a alguém... Muito bom.

Luciana disse...

E isso eu não sou MEEEEEEEEESMO!
rsrsrs

Luciana disse...

Ow,e a Bia,como ta?
Saudades dela.

Por que você faz poema? disse...

A poesia, como a vida, é entrega.

Paulo Zerbato disse...

Augusto, maravilhosa declaração de amor!! Uma entrega total!!
É sempre bom visitar seu blog...nos dá inspirção!
Abraços.
Paulo

Lorena Morais disse...

Tocou lá no fundo.
Faz a mente fluir...

Eu Meus Reflexos e Afins disse...

Ei!
Augusto..
saudade de vir aqui.
Lindo texto , como sempre.
Te espero la ,
ha textos novosem todos os blogs.
Bjins entre sonhos e delírios

Paula disse...

Resta saber se de facto alguém é de alguém...

Mas adorei a poesia!

Abraço

Márcio Vandré disse...

Se quando nos doássemos, recebêssemos a reciprocidade, o mundo seria menos amargo.
Que teu empenho seja recompensado, meu caro.
Abraço!

Bia Monteiro disse...

Tb sou tua!
Hehehe
=**

Postar um comentário

manda ver que eu vejo

 

Copyright 2010 Tudo de mim.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.