quarta-feira, 14 de julho de 2010

 ...seus argumentos me contraem
               não me quer entender
         As palavras me pesam
      me querem ferir
                Seus lábios me tremem
     tremem enquanto me ferem 
                 Seus olhos se doam
        pro o mal que me fazem
   Tua mão não me toca 
           no o frio que em mim arde 
        Teu choro me cala
                tua raiva me invade. 
   

13 Elogie, critique, escrache...:

David | U.S. disse...

Nossa, parábens, você usou palavras tocantes man O.O

Sylvio de Alencar. disse...

A coisa tá pegando...!
Melhor se desapegar...

Abrçs.

Márcio Vandré disse...

E assim vão os sentimentos brincando com a gente.
Ah, parece que eles nunca se cansam.
Um abraço, caro colega!

Bia Ferreira disse...

não é mágoa... frustração talvez...

Canteiro Pessoal disse...

Augusto dias. Primeiro o título: Tudo de mim, saltou em meus olhos. Representa intensidade, e abrir as comportas do que ninguém imagina, e assustar os assustado com uma vida que intitulo 'comum' em voz profética de 'incomum', ilógico. Já sobre seus escritos, são arrebatores e faz jus ao título, expressões vivas de alguém que vive à flor da pele.

Voltarei aqui ave rara.

Abraços.

Priscila Cáliga

jefhcardoso disse...

Poema cheio de sentimento.
Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Dil Santos disse...

Oi Augusto, tudo bem?
Menino, esse teu poema é forte, intenso heim? rs
Adorei, rsrs
Ai menino, nem me fala, esse eu te amo faz história, rsrs
Ah, vota em mim no Top Blog, é só clicar no selo q está do lado esquerdo do meu blog. Agora se vc quiser fazer propaganda, fique a vontade por favor. Brigadão.
Abraços

Por que você faz poema? disse...

Versos extremamente musicais,
mesmo que a mão não toque.

Luciana disse...

Ah...Recomece tudo então.Quem quer acertar uma hora acerta.
Torço por vcs.

Inside Me disse...

te vi na luciana, gostei do seu blog ^^)
bjinhos

Nayara Oliveira disse...

Ahh meu poeta, vejo tanto de mim aqui! É muito bom te ler

Paulo Zerbato disse...

Olá Poeta!
Tudo bem?
Que poema intenso, forte! Maravilhoso! Faz jus ao título do Blog!

Também Augusto, escolhi seu blog para receber um selo! Visite meu blog para saber mais informações!

Um gde abraço,

Paulo.

Bia Ferreira disse...

ô meu bem me perdoe...

Postar um comentário

manda ver que eu vejo

 

Copyright 2010 Tudo de mim.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.