domingo, 25 de julho de 2010



                  ...caminha embalando meu coração
deixa cheiro de mar e flor ao passar por mim
sorri e me apaga as dores do mundo
desenha paisagens lindas em minha janela
ilumina os cantos da minha vida
me faz sentir pétalas macias nos pés
quando afaga meus cabelos 
e todos os meus  livros são contos de fadas
                    enquanto leio pensando em ti.

19 Elogie, critique, escrache...:

Luciana disse...

Ain que lindo!!!!!!
O que eu posso dizer além de "inveja branca"? kkkkk

Franck disse...

Lindo e suave, como flores, pôr-do-sol, uma canção, um livro em dia de chuva, um telefonema de um amigo...que continue com tanta sensibilidade! Abçs e uma semana boa!

Sylvio de Alencar. disse...

O que restará a nós, sonhadores?
Talvez, só o que temos: sonhos.

Tamyle Dias Ferraz disse...

muito lindo!

Márcio Vandré disse...

É bom saber quando existe o porquê de viver ao nosso lado.
Até a absorvente cor preta, reluz.
Abraço, compadre!

Nayara Oliveira disse...

Essa terra deve ser muito abençoada mesmo!
Que bonito, quantas vezes já li o mesmo trecho cinco vezes, por pensar...

Bia Ferreira disse...

suave...

Bia Monteiro disse...

"...me faz sentir pétalas macias nos pés..."
É assim q vc me fez sentir ao ler-te
Beloo
Bjs
=)

Samia Monteiro disse...

Lindo! ;P

Daniel Hiver disse...

Inteligente essa coisa de fazer constar que há o que e quem nos ilumine os cantos da minha vida a ponto de fazer sorrir e ter esperança.

Richard Mathenhauer disse...

... me faz sentir pétalas macias nos pés...


Abraços

Daniel Hiver disse...

Livros, músicas, rostos... As vezes nos fazem lembrar alguém,,, e voltamos aos mesmos pensamentos recorrentes.

Rafaela Bento disse...

q faça mais do q pensar..sinta!^^

Maria Souza disse...

Oi, amigo!

Muito lindo o seu blogue.
Parabéns e continue sempre assim.
Um abraço de Portugal
Maria

Franck disse...

Por onde andas? Agosto passou...será que voltas com a primavera?

Canteiro Pessoal disse...

Augusto, que lindo e intenso.

Priscila Cáliga

Canto da Boca disse...

é mesmo duma suavidade sem igual, dá vontade de caminhar nos imensos tapetes de pétalas de rosas que transbordam dos corações que sentem um amor assim.

Daniel Hiver disse...

Não vou elogiar, nem muito menos escrachar... Como homem sei o quanto escrever sinceramente dessas coisas que nos abalam não é muitas vezes bem compreendido. Mas você fala bem. Escreve com naturalidade. Mostra o que te inspira e nos dá vontade de ler mais...
Belo poema! Gostei de ler!

Daniel Hiver disse...

Muito bom esse poema Augusto! Valeu a pena ter vindo aqui... Um abraço!

Postar um comentário

manda ver que eu vejo

 

Copyright 2010 Tudo de mim.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.